O modernismo em alta

Escrito Por: text_none_author Publicado em: Móveis Data de Criação: 13/01/2017

Os móveis modernistas brasileiros continuam ganhando espaço. 

O movimento moderno chegou ao Brasil na década de 20 e influenciou profissionais de diversas áreas. Os designers da época inspirados na arquitetura de Oscar Niemayer e Lucio Costa começaram a desenvolver móveis de linhas simples e limpas, usando palhinha e madeira de lei. O sucesso de Sérgio Rodrigues, Zanine Caldas, Joaquim Tenreiro, Scapinelli, Geraldo Barros, Michel Arnoult e Jorge Zalszupin faz com que até os dias de hoje os móveis desenhados por eles sejam procurados e servem de inspiração para designers atuais.

 

 

Acompanhando o momento de interesse atual pelos móveis modernistas, lojas como Casas Bahia e Magazine Luiza estão comercializando móveis com características do modernismo. Com linhas simples, cores que remetem à época, pé palito e preços acessíveis. Fica fácil identificar a estratégia de levar o design brasileiro aos lares menos abastados. E é claro que pelo preço de venda a madeira é inferior, na maioria dos casos é usado o MDF que não se compara ao jacarandá, imbuia ou peroba que eram usadas na época.

 

O fato de lojas populares venderem prova que os móveis modernistas estão em alta e mais do que nunca são procurados. A qualidade dos materiais usados, madeiras que não podem ser mais exploradas além das assinaturas de designers famosos que faleceram, são alguns motivos da alta busca. Cadeiras, poltronas, mesas e aparadores estão entre os mais desejados. 

Deixe um comentário

Captcha